A LUA EM NÓS

A Lua em Nós

 

A Lua na Nossa Vida

 

Desde tempos imemoriáveis que a Lua faz parte da nossa vida.

 

Nas pesquisas efectuadas acerca da civilização Mesopotâmica já existem registos dos movimentos celestes, em que era atribuída à Lua uma importância significativa.

 

Regiam-se pelas suas fases para fazerem o plantio, o cultivo e a colheita dos campos, e se formos a ver, ainda hoje há quem mantenha este conhecimento e o use, respeitando o ciclo da Natureza.

 

Também, davam ênfase à Lua relativamente aos animais para o acoplamento, e assim, haver mais procriação.

 

Já usavam a matemática e sabiam calcular as datas dos eclipses, dando as estes uma importância significativa, como alerta para desgraças anunciadas ou para grandes eventos terrestres.

 

Existem inúmeros registos ao longo dos tempos relativamente à Lua, nas várias civilizações seguintes, quer egípcia, grega e romana.

 

Após esta brevíssima introdução, vou passar a explicar o significado da Lua na Astrologia.

 

A Lua rege o signo de Caranguejo, ela é a rainha e senhora, a deusa que dá o conforto e o acolhimento.

 

O signo de Caranguejo é a primeira Água do Zodíaco, é a água primordial, o líquido amniótico que protege o Ser durante a gestação.

 

É considerada um Luminar, assim como o Sol, porque ambos iluminam a nossa vida, um durante o dia e o outro durante a noite.

 

O seu ciclo é de mais ou menos 28 dias, ou seja, leva este período para fazer “a volta” em redor da Terra.

 

Ela fala-nos acerca da mãe, da nossa infância, da família, das nossas raízes.

 

Também fala acerca do nosso lar, da nossa casa que é onde sentimos segurança, protecção, aconchego … ou não.

 

O seu posicionamento no Mapa Natal irá falar do mencionado anteriormente, assim como, da forma como nos alimentamos, quer física quer a nível interior.

 

Frequentemente, quanto nos sentimos insatisfeitos, carentes… é através dos alimentos que vamos procurar o aconchego que nos falta, muitas vezes sem razão aparente, e usando uma expressão muito familiar: “É para tapar o buraco!”, ou seja, quando nos sentimos vazios e perdidos na nossa vida.

 

O porquê de muitas vezes nem sabermos a razão para tal acontecer? Porque a Lua rege o nosso inconsciente, o que de mais profundo temos em nós, as nossas memórias presentes e passadas, mesmo as nossas vidas passadas (aqui, juntamente com outros factores).

 

Ela está ligada à parte feminina de cada ser, à fertilidade, à receptividade.

 

 

A Lua sempre teve uma conexão ao mistério, o que está para além de uma cortina, muito ténue mas que não nos deixa ver com clareza, porque essa função de Luz, compete ao Sol que ilumina durante o dia, mas também é “ele” que faz com que “ela” brilhe durante a noite.

 

Daí, “Ela” rege a nossa intuição, o nosso radar interior, que nunca falha mas que tantas e tantas vezes o ignoramos. E, só depois dos acontecimentos, de certos factos na nossa vida, é que chegamos à conclusão:”Mas, porque é que eu não fiz como achava que deveria?!”. Ouçam mais a vossa “Voz Interior”, estejam mais atentos ao que “ela” diz porque passa a ser um guia precioso na vossa vida.

 

Associada à noite, a Lua também rege o nosso sono e os nossos sonhos. Quando estamos mais tranquilos, o descanso nocturno torna-se mais reparador e acordamos com a sensação de termos “carregado as nossas baterias”. Frequentemente, é através do sono e dos sonhos que vamos buscar o que nos inquieta, mergulhamos nas profundidades do que não queremos aceitar mas que são importantes que venham ao de cima, para as possamos resolver.

 

Por último, deixo aqui um excerto do livro “O ciclo de Lunação” – Uma chave para a compreensão da personalidade, de Dane Rudhyar:

“Por isso, a Lua é um meio para chegar a um fim. Ela é a mediadora, mãe ou Musa, cuja função consiste em atender às necessidades das unidades em evolução que constituem, colectivamente, a substância do ciclo. Ela distribui o potencial solar (isto é, o alimento e a energia espiritual), através de actividades orgânicas e psicológicas que estrutura para suprir as necessidades das unidades materiais em evolução, sejam elas células ou personalidades. Ela é, portanto serva da terra e também do Sol. Libera a luz do Sol e, assim fazendo, satisfaz à necessidade de vida orgânica e psíquica das criaturas da Terra.” Pág. 28.

 

Muito mais haveria a dizer acerca da Lua, da sua energia e de como “ela” é importante na nossa vida, pois o que referi é uma forma muito ligeira na abordagem do seu significado.

 

Bem hajam!

 

Texto da autoria de Ana Cardoso

Gostaste? Partilha com os teus amigos, ajuda-nos a crescer. Grata Fátima Carvalho.

Quem é Ana Cardoso?

"Desde muito cedo que começou o meu fascínio pela Astrologia quando ainda adolescente “devorava” tudo o que era publicação acerca desse tema e começando a questionar-me que teria de haver mais “por detrás” visto que os signos são só 12 para tantos milhões de pessoas.
Até que chegou o dia em que iniciei o curso de Astrologia, no "Mar Portuguez" com o Paulo Cardoso, tendo-o concluído em 2004.
E, foi aí que aprendi o que sempre achei que estaria “por detrás”, que para além da posição do nosso Sol no momento do nosso nascimento, existem também, os restantes planetas do nosso sistema solar, assim como, muitos outros factores envolvidos.
De fascínio de adolescente, a Astrologia passou a ser uma paixão que vivêncio no meu dia a dia, numa aprendizagem contínua, num conhecimento de mim própria e de tudo o que me rodeia.
Mais tarde, adicionei o Tarot à minha paixão pela Astrologia.
Ao longo deste meu estudo, foi-me lançado o desafio de criar a minha própria tiragem, o qual aceitei. 
E daí, surgiu a “Tiragem Planetária”. 
Ela fala-me do momento presente do consulente, conciliando as energias planetárias com as mensagens transmitidas pelas lâminas do Tarot.
E assim, a Astrologia e o Tarot fazem parte de mim e da minha Vida, como ferramentas auxiliares na compreensão, na aceitação e sobretudo na tomada de consciência de quem sou, para onde vou e de qual é o meu propósito de vida."

Mais informações:

e-mail para anacardosoastrologa@gmail.com. 

 Tlm.: 965 431 309

A Lua em Nós

As luas de Setembro de 2020

AS LUAS EM SETEMBRO 2020 26 de Setembro, 2019 AS LUAS EM SETEMBRO Dia 28 de Setembro de 2019,… Lua-Nova-dia-28-setembro-de-2019 20 de Setembro, 2019 AS

Ler mais

Atitudes que brilham

O objectivo do grupo além de algumas partilhas positivas é o convite a algumas reflexões com o intuito de evoluirmos e de percebermos que não é o sucesso que cria a felicidade, mas que é a felicidade e superação que cria o sucesso.

Queres fazer parte do mesmo? Inscreve-te em: Atitudes Que Brilham

Gostaste? Partilha com os teus amigos, ajuda-nos a crescer. Grata Fátima Carvalho.

error

Segue-nos: